13 de setembro de 2010

Os detalhes e o sucesso do Dia D Macapá [atualizado]


Camisa da equipe

No começo de julho deste ano fui convidado como palestrante do Dia D Macapá  pelo organizador Daniel Coimbra, que desde meados de julho já providenciara passagem e hospedagem (agora que fico metido mesmo!). Nos encontramos na RPGCON em São Paulo e ele formalizou o convite para mim e para Matheus Vieira, psicólogo e mestre em educação que também estava na RPGCON. Mesmo o Matheus morando em Curitiba-PR, a organização e logística do pessoal de Macapá estavam tão boas e em tanta sintonia com voluntários e patrocinadores, que levá-lo do Sul ao Norte do Brasil foi totalmente tranquilo. Fiquei bastante surpreso.

Havia tanta coisa no evento que mesmo eu tendo anotado tudo, é capaz de eu esquecer algo. Como as fotos ainda serão enviadas para outra postagem aqui no blog, eu acrescento algo que eventualmente tenha esquecido.

Fotos aqui no blog:
http://rpgpara.blogspot.com/2010/09/fotos-do-dia-d-rpg.html

Agora do evento em si.

Além de ter ido como palestrante convidado (direto para o currículo Lattes!), arregacei as mangas e ajudei como pude. Há muitos anos não tinha dias tão nerds e tão divertidos. Cheguei na sexta-feira pela manhã e logo depois me vi fazendo artes dos ingressos e outras coisas, como carregar caixas e ajudar os muitos amigos voluntários do Daniel (por volta de 14 - catorze) que pareciam formigas incansáveis com várias responsabilidades cada um. Evento sem ajuda, sem harmonia e sem bom senso não acontece ou é um desastre.

A postura do Daniel era sempre de que o evento não era dele e sim de todos. Isso é muito positivo, verdadeiro e serve de bom ensinamento.

Público - Estimamos de 400 a 500 o total de pessoas participando do evento nos dois dias.

[atualizado] Mesas de RPG - Esqueci um dos pontos principais! Mais importante é a diversão, confraternizar com amigos e fazer novos amigos. 

Arena D&D - Jogadores duelam com miniaturas. [atualizado]

Brinde extra - Preparamos arte impressa para recipientes futurísticos, de acordo com o tema deste ano do evento. Eram imagens das mais diversas referências como filmes, quadrinhos, ficção científica e ciência em geral. Colamos em potes transparentes semelhantes à cápsulas de astronautas, compradas especificamente para o evento. Dentro de cada embalagem estava um conjunto de dados, fosse um de cada ou de apenas d10, apenas d6 e outras combinações. Esses brindes e dados foram comprados pelos orgazinadores com os recursos dos patrocínios de Macapá. A foto deles todos juntos em forma de pirâmide ficou muito legal. Aguardem!

Cinema - Vários filmes com a temática “futuro” estavam sendo exibidos no cinema do Sesc, local do evento: Star Wars, Matrix, Mad Max, 2001 – Uma Odisséia no Espaço e diversos outros.

Ação ao Vivo / Live Action - Divertidíssimo! RPG com ação ao vivo do Paranóia, um antigo RPG ambientado num futuro maluco. Um telão com um grande olho ficava realmente se mexendo e “observando” todos os cidadãos do Complexo Alpha. Foi o evento final do evento, que terminou 21h15. Os participantes usavam roupas especiais com cores específicas para sua classificação no mundo do jogo e haviam áreas específicas para que transitassem, ou morriam! Então era necessário adquirir um clone na ‘sala de clonagem’. Os participantes e a plateia divertiram-se muito.

Exposição de RPGs - Mais de 30 títulos de livros básicos e suplementos, fossem antigos ou novos, estavam disponíveis para quem quisesse folhear e conhecer. Não sumiu nenhum.

Exposição de Miniaturas - Dezenas de miniaturas, desde pequenos Kobolds a enormes dragões, estavam expostas e podiam ser tocadas. Não sumiu nenhuma.

Palestra sobre o gênero Space Opera - Simplesmente sensacional! O quadrinhista Ivan Carlo, mas conhecido com Gian Danton, deu uma verdadeira ‘aula nerd’ sobre o gênero Space Opera, iniciando relatos do início do século 20. Falou de seus trabalhos atuais como quadrinhista, apesar de sua ocupação principal ser professor universitário. Também comentou de sua participação na revista em homenagem aos 50 anos de carreira de Maurício de Souza, criando uma aventura no estilo Space Opera para o personagem Astronauta. Muito bacana! Ao final exibiu um episódio de Flash Gordon de 1936 (!). Para quem quiser conhecer mais do trabalho dele, segue o blog (que tem seu nome real):

Palestra sobre criação literária e RPG - Samila Lages, uma jovem jogadora de RPG que escreve tão bem ao ponto de ter um de seus contos publicado na coletânea de um livro. Ele explicou como os elementos dos jogos de RPG a ajudam. As discussões foram bastante produtivas e para mim surpreendentes, com um garoto articulando muito bem seus argumentos e um adolescente exemplificando como jogar por email o obriga a melhorar a escrita. Fica de lição para quem vive falando mal dos novos jovens. São novas juventudes, novas culturas e antigas culturas reabsorvidas e reinterpretadas pelos jovens.

Palestra RPG e Educação - Matheus Vieira e Gilson Rocha (eu) colocaram seus trabalhos acadêmicos para os jogadores interessados nas possibilidades do RPG na educação. A Rede Globo fez cobertura e entrevistas, além de ter gravado alguns minutos de uma breve partida de RPG. Tivemos a sorte de ter um professor que adorou a possibilidade. Depois das palestras ele jogou a aventura que o Matheus usa para iniciação científica e gostou bastante. Ainda saiu de lá com uma de minhas cópias do “RPG Básico” que explica detalhadamente o que é RPG, como jogar e apresenta a questão do uso na educação. Para quem quiser, pegue aqui:

Exposição de ‘Eurogames’, jogos europeus de tabuleiros - Mais ou menos doze títulos estavam disponíveis para quem quisesse conhecer.

Campeonato do jogo de tabuleiro Descobridores de Catan - Muitas mesas e não teve vaga para quem quis!

Campeonato de Magic: The Gathering - Muitos competidores em várias batalhas.

Anime - Fãs de anime deixavam várias produções sendo exibidas em uma tela grande.

Cosplay - Vários praticantes de cosplay passeavam com suas ótimas produções e teve concurso no final com premiação em dinheiro.

Mais da cultura japonesa - Além dos animes e cosplayers, havia um estande com produtos com personagens de anime e mangá: camisas, chaveiros, jogos eletrônicos, etc.

MAIS -

- Todos os mestres, palestrantes e voluntários tinham crachás personalizados com nome e função além de camisa exclusiva do evento em Macapá.

- Conheci muita gente divertida e, sobretudo, nerd jogadores de RPG e de outras culturas nerds, de Macapá e de Belém. Foram 72 horas de diversão, já que fui dormir de madrugada nas três noites. Outros amigos dos organizadores que moram em Belém e foram para o evento. Fiquei muito surpreso com isso também! Além de mim eram uns 4 ou 5, não tenho certeza.

Meu aniversário - Meia noite do dia 12 para o 13, cantaram parabéns para mim num espaço/loja de jogadores de RPG para jogadores de RPG. Inesquecível!

Aguardem as fotos do evento em alguns dias. E mais informações caso eu tenha esquecido de algo.

Gilson

5 comentários:

franciollirpg disse...

Parabéns a organização do Dia D em Macapá que se desdobraram para fazer um grande evento.

Em 2011 terão mais uma formiguinha para ajudar na organização do evento aí. Grande abraço e até breve.

Gilson disse...

Bacana, Franciolli. De repente nos vemos lá, já que moro em Belém.

Abraço!

Gilson

Evelyn disse...

É nessas horas que eu penso "como alguém que queria boicotar o evento em Belém pode ser convidado especial para o mesmo evento em outra cidade"????

Da série: piadinhas internas.... ou não!!!

Evelyn disse...

Ah propósito.... o post é do Matheus....
Maldito Google que não mostra eu nome só pq ele vem depois do da minha esposa!!! rs

Gilson disse...

"O Google é seu amigo. Você está feliz, cidadão?"
"Ser feliz é obrigatório."
"Pzzzzt!"

Especiais são as pessoas que vão ao evento. Agora PALESTRANTE CONVIDADO é reconhecimento. Minha orientadora e colegas de sala adoraram. Puta merda, tô muito metido.

RPG e Educação de Norte ao Sul.

Gilson

Postar um comentário