27 de maio de 2011

World RPG Fest: a palestra de Steve Jackson


O WORLD RPG FEST ainda continua rendendo material, até porque meu tempo anda muito escasso. Bem, vamos ao que interessa.

Como muitos sabem, Steve Jackson é o autor do Gurps, primeiro RPG traduzido para nosso idioma.

Ele falou de novos jogos e de protótipos, alguns com a temática zumbi. Também comentou o que parece ter sido seu primeiro jogo comercializado, o Ogre, um jogo de miniaturas veiculares. Na época que foi lançado custava 3,00 dólares e agora sua empresa trabalha numa nova versão.

Enquanto ele falava do Ogre, acabou misturando com a criação do Gurps, contando que começou a fazer listas e mais listas das possíveis perícias.

Sobre o mercado
Ele quer muito ver o mercado de PDFs crescendo, mas pede que a pirataria acabe, pois assim a indústria não cresce. Ele diz que o mercado está diminuindo, tanto que sua nova versão do suplemento Gurps Horror será com o interior em preto e branco.

Como os livros em PDF geram receita e custam menos na produção, as editoras podem pagar melhor os criadores de jogos.


Sobre criação de jogos
Agora para quem almeja ver seu jogo publicado ou pelo menos jogado por outras pessoas, ele enfatizou o teste de jogo (playtest), pois sem ele os jogos não chegam a lugar algum.

Ele diz para que tudo seja escrito detalhadamente, apenas nos primeiros estágios de criação do jogo. Confesso que fiquei confuso com isso. Depois deve-se enxugar o texto? Com o material escrito ofereça para quem vai jogar e não explique nada, espere os resultados da leitura.

Se os jogadores de testes tiverem dúvidas, 1) Pergunte para eles o que eles acham o que é. 2) Ouça a resposta e se não for o que realmente você elaborou, finja que é e espere que usem desta forma. 3) Faça o que for necessário só depois, se a dúvida persiste ou se a interpretação dos jogadores é melhor do que você planejou. 4) Escute os testadores.

Veja os jogos antigos, veja o que deu certo e errado. Saiba o que seu público quer, que pode ser o que você não quer.

Para ter boas ideias é necessário ler muito e de tudo e conversar com as pessoas.

Segundo ele, os criadores amadores se interessam pelo que gostam e os profissionais analisam o que já foi publicado.

Os testes de jogo devem ser feitos até o jogo ficar bom e quanto mais simples e mais rápido o jogo, melhor ele será. Esta parte me tocou mais ainda, por conta de minha visão que RPG dever ser sempre simples e os sistemas apenas um pequeno detalhe (rpgsimples.blogspot.com).


Gilson

4 comentários:

Jaime Daniel disse...

Legal isso. Obrigado pela matéria, não pude ir a Curitiba e ninguém falou sobre a palestra.

Abçs

Gilson Rocha disse...

Aos seus serviços! Não há muito o que escrever, ele focou mesmo na criação de jogos.

Gilson

Michael Wevanne "Mwxs" disse...

Tá aí uma palestra que eu queria ter assistido.

Gilson Rocha disse...

Tive que esperar onze anos, quando havia um boato que ele estaria no Encontro Internacional em São Paulo, ano 2000.

Gilson

Postar um comentário