11 de junho de 2011

X-Men

Fui assistir o X-Men. Gostei muito do filme. Finalmente Magneto se transformou no grande vilão. Um nazista totalitário e aristocrático completamente. Escrevi uma resenha no www.rederpg.com.br

No geral, o professor X é um mimado playbou que não sabe nada. Magneto herda a visão nazista, embora seja judeu, e coloca os mutantes no lugar dos arianos. Claramente, a discussão do sofrimento se transformando em justiça. Brilhante.

4 comentários:

Daniel Coimbra disse...

Bacana Diego, li o texto integral lá na Rede, deu mais vontade ainda de ver filme.
: D

Michael Wevanne "Mwxs" disse...

O que é até curioso... Como alguém que sofreu as mazelas da guerra na própria pele resolve justamente causar o mesmo sofrimento a que foi submetido?

Vingança, talvez?

Verei o filme em breve, apesar de não curtir alterações das histórias originais, este parece ser um bom filme, independentemente.

Cíntia Lisboa disse...

Ótima resenha (:
Ainda não vi o filme também, e como o Daniel disse, deu mais vontade de ver o filme.

André Mousinho disse...

Wevanne, acho que a onda com o Magneto é bem por aí... tipo, os judeus sofreram bagarai na segunda guerra, por serem etnicamente inferiores na concepção dos arianos. O Homo sapiens deve tb sofrer o mesmo, por ser inferior ao Homo superior (raça mutante). Em suma, Magneto não tá nada mais nada menos que reproduzindo o status quo do vencedor e do derrotado, conforme o que aprendera e vira quando criança. Ou seja, "fuderam minha raça, vou fuder com a raça inferior agora e mostrar o quanto a minha raça é fodônica!"

Postar um comentário