4 de novembro de 2010

The Walking Dead Surpreende logo no primeiro episódio

*ATENÇÃO, MUITOS SPOILERS*



The Walking Dead era de longe a série mais esperada desse ano, principalmente pelos fãs das HQs (como eu). O primeiro episódio, que estreou no último dia de finados, teve uma das maiores audiências da Fox no Brasil, e posso dizer que desde já é minha série preferida.
Logo de cara, a primeira cena mostra toda a tensão que segue pelo resto do episódio (e espero que pelo resto da série também). O protagonista simplesmente atira na cabeça de uma menina de uns 8 anos zumbificada. Uma atitude muito brutal levando em consideração os valores morais de qualquer sociedade civilizada.

Na HQ ele abre essa porta.
 Quem conhece a versão em quadrinhos sabe que os zumbis retratados na série são, propositalmente, parecidos com os da mitologia de George Romero: lentos, estúpidos e eventualmente parecidos com um humano vivo. Tipo, os monstros são parecidos conosco, o sentimento de humanidade transforma o que seria aversão em pena.

Os textos estão muito bons, traduzem bem o clima de horror e angústia, bem mais que as HQs. Na verdade, na minha opinião, todas as mudanças em relação a HQ foram para melhor. A série televisiva realmente aprimorou a história tornando tudo mais denso, dramático e sujo.

 Tinha medo que se tornasse algo como  "mata-mata de zumbis", mas aconteceu justamente ao contrário. O foco dos conflitos estão entre os sobreviventes, os zumbis são só fatores que motivam esses conflitos, são quase como um background. Alguns detalhes como os dedos pálidos de um zumbi passando pelas frestas da porta ou com a maçaneta da porta trancada sendo lentamente girada, foram sacadas perfeitas para deixar o espectador ainda mais aflito. A sensação de mistério é constante mesmo que saibamos tudo que está acontecendo.


A tensão é do começo ao fim, impossível não ficar angustiado com as situações mostradas na tela. Realmente fiquei muito feliz com a série, superou todas as minhas expectativas. A melhor série de horror que já vi.


Alterações para melhor:

-O carro dos bandidos que baleiam o protagonista não capota na HQ. A série deixou a cena mais eletrizante.

-Na HQ, a porta do hospital onde os zumbis estão presos não tem avisos, Rick simplesmente entra na sala e luta com alguns zumbis, caindo escada abaixo. Na série, ele não abre a porta, fica assustado com o aviso de "Não abra, mortos dentro" e deixa o espectador com uma sensação de curiosidade angustiante maravilhosa.

-Morgan Jones (negão que ajuda Rick) é bem mais explorado na série, mostrando conflitos emocionais com a mulher zumbificada. Na HQ esse conflito não existe (ou não é mostrado).

-Quando Rick é cercado de zumbis em Atlanta, ele não se refugia em baixo do tanque, na verdade o tanque não tem nenhuma importância nessa cena. Ele aproveita enquanto o cavalo está sendo devorado e foge para um beco. Lá ele encontra Glenn (outro sobrevivente que o ajuda a fugir.) Na série, a cena ficou muito claustrofóbica, fica claro que ele escapa por muito pouco. E o desfecho é mais desesperador: trancado em um tanque, sem munição e cercado de zumbis. O desespero é aliviado quando o comunicador do tanque transmite a mensagem de Glenn: "Ei idiota, você ai no tanque". Final perfeito.

-De resto, os textos estão bem melhores em relação a HQ. Tem vários diálogos muito interessantes, mostrando a melancolia de um policial de cidade suburbana e outras sacadas muito boas. ótimo trabalho de redação por parte dos roteiristas. 

Comparação bem legal entre os personagens da HQ e da série televisiva

5 comentários:

Bentosanto disse...

Meu caro, realmente a série esta muito boa. To ansioso pra assistir a continuação. Eu não conhecia esta HQ. Agora estou nun dilema. Sera que vou atras do gibi pra ver a continuação ou espero proximo capitulo. O suspense esta muito bom para estragar neh?

Otimo comentario o seu.

Parabens pelo blog.

Thiago Gonçalves disse...

Gostei muito das alterações/acréscimos! Mas, acho que na porta do hospital a luta caindo escada abaixo seria mto tensa e divertida.

Rodrigo "Ragabash" disse...

Egua John! Estou devorando os quadrinhos.

Após ter lido os 12 primeiros capítulos devo dizer que estou ancioso para ver as adaptações que serão apresentadas na série.

Quanto ao primeiro episódio, comparando com os quadrinhos, concordo com cada letra, vírgula e ponto contidos em seu comentários.

Já estou ancioso pelo próximo domingo.

John Bogéa disse...

Valeu galera. Espero realmente que a série siga esse caminho mais tenso e explore mais ainda as nuances de cada personagem. Conhecendo a HQ fico ansioso pra ver como a série vai mostrar os conflitos futuros.

Michael Wevanne "Mike" disse...

Realmente, algumas cenas ficaram melhores e alguns persoangens foram bem melhor explorados.

Assim como algumas coisas foram mostradas mais ralas, como a relação "tiozinho com duas mulheres" entre o coroa e as duas irmãs, que fica bem evidente nas HQs.

Postar um comentário