11 de maio de 2010

Magia e Fantástico (Criação de Personagem)

Salve povo! Vamos dar continuidade à apresentação de idéias para o jogo Magia e Fantástico: O Despertar.

Nas duas últimas postagens eu apresentei a idéia geral de como pretendo desenvolver o jogo e prometi iniciar o "longo" processo de criação de persoangem.

Trocando umas idéias com nosso colaborador John, fui recomendado a tomar a criação de personagem como ponto de partida para o desenvolvimento do jogo. Pois a partir deste tema pontos chaves da mecânica do jogo seriam facilmente visualizadas e desenvolvidas.

Então vamos à criação de personagem.


1º PASSO: CONCEPÇÃO DO PERSONAGEM

Antes de iniciar o preenchimento de informações em algum papel ou planilha, o jogador precisa conceber o personagem através dos desejos e idéias que ele tem para o jogo e adequá-las à duas definições determinantes ao seu personagem: ocupação e classe.

A ocupação é a profissão ou modo de vida que o personagem desenvolve em sua vida. Através da ocupação que será possivel determinar o conhecimento do personagem.

Já a classe determinará qual o tipo de "despertar" que o personagem terá e seus respectivos poderes. A classe está diretamente associada à Crença ou aquilo que o personagem acredita de tal forma que venha a "despertar" a magia ou o fantástico.

Como dito em postagens anteriores, a intenção inicial era de tentar adaptar as classes mais famosas de Dungeons & Dragons à nossa realidade. Todavia, a quantidade de classes é relativamente numerosa.

Pensando nisso, relembrando as conversas com o John, chegamos à idéia de desenvolver apenas 5 classes básicas.

Mas vocês devem estar se perguntando "como que vocês encurtaram as quantidade de classes disponíveis à apenas cinco?"

Calma! Nossa idéia inicial foi o de classificar inicialmente as classes pelo seu atributo principal (tema que será abordado nas próximas postagens). Após esta escolha, o jogador terá a possibilidade de escolher especificamente qual vertente ou especialização seu personagem será.

Mas antes de entrarmos nos detalhes destas especializações, permitam-me lhes apresentar como classificamos as Classes, seus respectivos atributos principais e seus nomes.

COMBATENTE (atributo principal: força)

Essa classe tem como foco principal as habilidades de luta, tanto corpo a corpo quanto no uso de armas, sejam elas brancas ou de fogo. O combatente preza pelo aprimoramento de suas habilidades físicas e deposita nelas toda sua confiança. Existem vários tipos de combatentes, que se diferem por técnicas ou estratégias de luta.













INFILTRADOR (atributo principal: destreza)

Essa classe se utiliza da sua astúcia, suas habilidades e seus conhecimentos para rastrear, invadir, ou assassinar. O infiltrador analisa seu alvo e estuda a melhor maneira de alcançar seus objetivos.














CARISMÁTICO (atributo principal: carisma)

A força desta classe está no seu poder de influenciar, manipular ou seduzir as pessoas. O carismático é a classe mais social do jogo e consequentemente possui grande poder através daqueles que se rendem ao seu carisma.















ESPIRITUALISTA (atributo principal: espírito)

Classe que extrai sua força na crença em deuses, entidades ou doutrinas. Sejam estes benéficos ou maléficos.
















OCULTISTA (atributo principal: inteligência)

Classe dedicada ao estudo do oculto através da prática de magias e encantamentos.


















O que vocês acharam?

Deixem seus comentários para me ajudar a desenvolver cada vez melhor essa idéia de jogo.

Na semana que vem pretendo detalhar minhas idéias sobre a classe Combatente.

2 comentários:

John Bogéa disse...

Olha só "Ragabash game design" hehehhe.

Bem, não gostei muito dos termos "Carismatico" e "Espiritualista", sei que estão de acordo com seus conceitos mas o nome não deu "liga". A primeira vista espiritualista e ocultista parecem ser mais ou menos a mesma coisa, só se percebe a diferença quando se lê a descrição da classe. Acho que eu usaria algo como Acólito, sacerdote, discípulo, crédulo ou teurgista. Acho que esses termos dizem de cara o conceito da classe, assim como acontecem com as demais.

Acho que pro carismático teria que ser um termo mais dentro de uma "função" propriamente dita, carismático se encaixa mais como um compotamento ou temperamento do que com a função que ele exerce. Acho que o mais apropriado seria algo como: Mentalista, manipulador ou algo parecido.

Senti falta de classes destinadas a ciência e natureza.

De resto gostei muito das divisões e conceitos.

Gilson disse...

Bem interessante as colocações e sugestões do John. Estou acompanhando esta criação, pena que não posso sugerir mais por falta de tempo.

Gilson

Postar um comentário