2 de junho de 2009

GURPS Ogre

Salve povo! Para não dizer que não posto nada sobre GURPS, eis que trago uma resenha da REDE RPG sobre um dos suplementos.

Lendo as novidades da REDE RPG, vi que eles fiseram uma resenha do livro suplemento GURPS Ogre.

Mas, do que trata exatamente GURPS Ogre?

“Primeiro, é necessário um pouco de contexto histórico. Ogre foi um dos primeiros jogos de tabuleiro projetados por Steve Jackson. A primeira edição deste wargame futurista com tanques gigantescos data de 1977, quando Jackson ainda trabalhava em uma empresa chamada Metagaming Concepts. O jogo propunha um embate assimétrico entre um gigantesco blindado tipo Ogre contra um combinado de forças convencionais, e foi um sucesso imediato, sendo logo seguido por G.E.V, uma expansão com hovercrafts de combate. Em 1980, Steve Jackson fundou sua própria companhia, que dois anos depois lançaria novas edições de Ogre e G.E.V. Desde então, a linha cresceu e multiplicou, com dinâmicas alternativas (Battlesuit, de 1983), expansões (Shockwave, de 1984), jogos de computador (1986), miniaturas, cenários e regras adicionais, versões de luxo, uma edição estrangeira (japonesa em 1988) e inúmeras re-edições do jogo principal (a sexta e última data de 2008). Ah, sim, e um suplemento de RPG: GURPS Ogre, em 2000” – trecho retirado da REDE RPG.

Bom… confesso ter pouco conhecimento sobre GURPS, e muito menos sobre wargames. Portanto, irei compilar abaixo a opinião do pessoal da REDE RPG sobre esse lançamento, já que eles já tem um trabalho bom em analisar os materiais lançados para GUPS.

“Pode-se afirmar com segurança que GURPS Ogre não é um dos melhores suplementos para GURPS. Passa bem longe disso, até. Porém, GURPS Ogre também tem seus méritos, e pode ser um excelente produtos para determinados tipos de jogadores. A começar pela própria ideia de representar um Ogre. Por um lado, é o sonho de consumo de todo munchkin! Por outro lado, pode ser um desafio intrigante para quem gosta de interpretar criaturas complexas, que fogem dos padrões. Em seguida, vale mencionar o tom definitivamente tecnológico e militarista do cenário, o qual pode agradar alguns jogadores. Neste sentido, a simplificação das regras de sensores e a adição das regras de combate veicular abstrato é um outro ponto bastante positivo. E, finalmente, é um tributo aos muitos fãs do wargame. Eles podem ser poucos aqui no Brasil (eu não conheço nenhum), mas nos EUA tenho certeza que são muitos – e fiéis.”

Quem quiser se interar de toda a resenha feita pelo pessoal da REDE RPG sobre o lançamento, basta acessar o post GURPS Ogre (Resenha).

FONTES DO POST:

3 comentários:

Gilson disse...

Mas acho que não é lançamento e sim da 3a edição.

Gilson

Michael Wevanne disse...

ragabash, a materia da redeRPG eh uma resenha de um livro antigo (GURPS 3a ediçao), nao de um lançamento.

Rodrigo "Ragabash" disse...

HUm ta! Então peço perdão por minha falta de informação e atenção. Vou fazer as devidas correções. Peço desculpas mais uma vez.

Postar um comentário